|colóquio| leituras cruzadas de Ricardo Piglia

|colóquio| leituras cruzadas de Ricardo Piglia

 

A obra do escritor argentino Ricardo Piglia, morto no início de 2017, é um grande cruzamento entre ensaio, ficção, autobiografia, memória e história. Sua obra ganha novos contornos à luz da publicação dos Diários de Emilio Renzi, em três tomos, entre 2015 e 2017. O colóquio Leituras cruzadas de Ricardo Piglia, que acontece entre os dias 28 e 29 de maio no anfiteatro do Instituto de Estudos da Linguagem (IEL), da Unicamp, tem como proposta estimular diferentes leituras dos cruzamentos presentes na obra do autor argentino: seja lançando mão de perspectivas para além da literária; seja observando as relações entre seu trabalho e o de autores próximos ou de distintos universos linguísticos; seja, ainda, num modo de leitura centrado em sua poética, buscando estabelecer ligações, idas e vindas (mesmo deliberadamente anacrônicas) entre suas obras.  Organizado pela professora Miriam Gárate e pela pesquisadora de pós-doutorado Gisela Bergonzoni, ambas do IEL, em colaboração com o professor da Unirio Kelvin Falcão Klein, o evento busca aproximar especialistas da obra de Piglia com leitores do autor argentino que circulam em meios não universitários. É o caso da mesa de abertura, pensada como uma conversa entre o escritor e roteirista Marçal Aquino e o tradutor Sérgio Molina, responsável pela versão brasileira dos Diários de Emilio Renzi. Aquino e Molina falarão sobre o diário como gênero narrativo e contarão suas experiências com o texto de Piglia. A editora Todavia, que publica os Diários de Emilio Renzi no Brasil, estará presente no evento, onde pretende lançar o segundo tomo traduzido em português.  Além de professores e pesquisadores das mais importantes universidades brasileiras, o colóquio terá convidados

internacionais conhecidos por sua relação com Piglia. No dia 28, haverá uma conferência do escritor e crítico Martín Kohan, professor da Universidad de Buenos Aires, que falará sobre a escrita em tempo real dos diários de Piglia e os pactos estabelecidos com o leitor. No dia 29, é Pedro Meira Monteiro, professor da Princeton University, quem fará a conferência de encerramento, sobre as figurações do corpo e a busca de sentido na ficção de Piglia. O colóquio Leituras cruzadas de Ricardo Piglia conta com o apoio do Programa de Pós-Graduação em Teoria e História Literária, da Capes e do Observatório LatinoAmericano (OLA), criado recentemente na Unicamp para promover a inserção da Universidade como centro de pensamento sobre o continente latino-americano. 

As inscrições para assistir ao colóquio são gratuitas e devem ser feitas por e-mail. Os interessados devem enviar uma mensagem na qual conste nome e sobrenome. Os assistentes a 75 % das atividades do colóquio receberão certificado. O período de inscrição é de 2 de abril a 25 de maio de 2019. Cada uma das conferências e mesas do colóquio poderá ser creditada como atividade científico-cultural pelos estudantes de graduação do IEL-Unicamp. 

 

|datas| 

28 e 29.05.2019 das 10h às 18h

 

|local| 

anfiteatro do Instituto de Estudos da Linguagem [Unicamp] rua Sérgio Buarque de Holanda 511

 

|inscrições para ouvintes|

de 2.04 a 25.05.2019 via coloquiopiglia@gmail.com

 

|organizadores|

Miriam Gárate [Unicamp] mvivianagarate@gmail.com Gisela Bergonzoni [Unicamp] giselaab@gmail.com Kelvin Falcão Klein [Unirio] kelvin.klein@gmail.com

 

|apoio|

Capes  Observatório Latino-Americano

 

Confira abaixo a programação completa.

. Rua Sérgio Buarque de Holanda, no 571
Campinas - SP - Brasil
CEP 13083-859

...