Programa

DESCRIÇÃO

O Mestrado em Divulgação Científica e Cultural (MDCC) tem como objetivo formar um profissional híbrido, que trabalhe com a idéia do sistema global de C&T e, ao mesmo tempo, que tenha uma formação cultural suficiente para produzir análises críticas e reflexivas dos objetos, sejam eles os avanços da C&T, os modos em que se dá a própria divulgação científica em nossa sociedade, ou os eventos artísticos e culturais da atualidade. O objetivo principal é capacitar pesquisadores e jornalistas que possam se dedicar ao estudo mais amplo da divulgação científica e cultural, a partir de diversos enfoques, buscando sempre a sua interconexão. Pretende-se formar um profissional com competência para discutir em profundidade a questão da divulgação científica e cultural em nosso país, e realizar pesquisas específicas na área, de modo a colaborar com uma reflexão crítica a respeito do modo como esta importante área do conhecimento vem sendo aplicada e pensada no Brasil.

AVALIAÇÃO E RECONHECIMENTO

O curso de Mestrado em Divulgação Científica e Cultural foi reconhecido pela Portaria MEC 612, de 22/06/07, tendo recebido conceito (4). No triênio 2010-2012 o curso recebeu o conceito (5).

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO

Divulgação Científica e Cultural

LINHAS DE PESQUISA 

1. Cultura Científica e Sociedade
Reúne estudos sobre os fenômenos contemporâneos ligados à cultura em geral e à cultura científica em particular, propondo análises sobre a divulgação de manifestações culturais e no jornalismo científico que contribuam para a compreensão, entendimento e explicação da dinâmica das relações entre culturas, ciências, tecnologias, inovação e sociedade.
Abarca, desse modo, análises sobre a produção e circulação das ciências em instituições de ensino e pesquisa, revistas, jornais, museus, sites institucionais, blogs, feiras de ciências, observando a relação e o diálogo entre mídia e educação, bem como no ensino das ciências e na formação de professores. Objetiva mapear e analisar discursos, representações e significações e seus impactos culturais, sociais e políticos. Propõe, também, a produção e desenvolvimento de conteúdos jornalísticos e de divulgação das ciências nos mais diversos veículos e suportes, não apenas como meios de comunicação, mas como espaços de experimentação da escrita, do pensamento e da formação crítica e cidadã no processo educativo do uso das mídias na educação formal e não formal.

Professores que participam desta Linha de Pesquisa:
Antonio Carlos Rodrigues de Amorim
Celso Luiz Figueiredo Bodstein
Cristiane Pereira Dias
Daniela Tonelli Manica
Diego Jair Vicentin
Eduardo Roberto Junqueira Guimarães
Germana Fernandes Barata
Maria das Graças Conde Caldas
José Horta Nunes
Juliana Schober Gonçalves de Lima
Márcia Maria Tait Lima
Marcos Aurélio Barbai
Monica Graciela Zoppi-Fontana
Paulo Cesar da Silva Teles
Rodrigo Bastos Cunha
Silvio Seno Chibeni
Simone Pallone de Figueiredo
Vera Regina Toledo Camargo

2. Literatura, artes e comunicação 
Esta linha de pesquisa reúne estudos sobre a produção contemporânea da cultura. Propõe reflexões acerca de enunciados artísticos e literários por meio da descrição de artefatos culturais lançados à midiosfera, e pela identificação das linhas de força que projetam e tensionam seus campos. Envolve investigações acerca de jornalismo cultural e literário bem como estudos sobre as potencialidades políticas da imagem. Enfatiza, também, práticas de intervenção cultural investigando, para tal, interações entre artes, ciências, tecnologias e comunicação.

Professores que participam desta Linha de Pesquisa:
Antonio Carlos Rodrigues de Amorim
Celso Luiz Figueiredo Bodstein
Cristiane Pereira Dias
Maria das Graças Conde Caldas
Paulo Cesar da Silva Teles
Susana Oliveira Dias
Antonio Alcir Bernárdez Pécora
Márcio Barreto
Tristan Guillermo Torriani

3. Informação, comunicação, tecnologia e sociedade
Volta-se à produção de estudos que visam a compreensão crítica, analítica e reflexiva dos processos de produção e consolidação das tecnologias e das ciências na contemporaneidade. A partir de referenciais das ciências sociais e da comunicação, esta linha de pesquisa considera como campo fundamental de investigação as transformações sociais, políticas, e culturais em conexão com as tecnologias e as ciências. Os processos de divulgação ou comunicação das ciências e tecnologias são ampliados ou deslocados na medida em que se reconhecem como válidas diferentes produções de conhecimento e de tecnologia. São temas recorrentes de pesquisa nesta linha: tecnociência; tecnologias de informação e de comunicação; internet, redes sociais e cultura digital; comunicação, ciência e capitalismo; gênero, corpo, raça; movimentos sociais.

Professores que participam desta Linha de Pesquisa:
Cristiane Pereira Dias
Daniela Tonelli Manica
Diego Jair Vicentin
Márcia Maria Tait Lima
Marta Mourão Kanashiro
Rafael de Almeida Evangelista
Silvio Seno Chibeni
Maria Beatriz Machado Bonacelli
Maria Conceição da Costa
Marko Synésio Alves Monteiro

4. Percepção Pública da Ciência e Tecnologia 
A linha compreende estudos sobre a relação do público com as ciências e as tecnologias, tomando como ponto de partida a imagem da ciência desenvolvida pela sociologia do conhecimento. Considera os conteúdos formais de conhecimento científico, os métodos e processos da ciência, suas formas de institucionalização e controle, incluindo os processos comunicacionais que tratam de ciência, tecnologia e inovação. Envolve investigação sobre a noção de público, a presença de ciência e tecnologia na mídia, construção e análise de indicadores e projetos que evidenciem a percepção das ciências e das tecnologias pela sociedade como um todo, públicos específicos ou mesmo as experiências individuais do público com as ciências. Os estudos são realizados por meio de metodologias específicas, incluindo, por exemplo, pesquisas de opinião e percepção, tanto qualitativas, como quantitativas. Os resultados constituem elementos importantes para a formulação de estratégias de comunicação e de divulgação científica e de políticas de ciência e tecnologia e de educação, tendo em vista possibilidades efetivas de democratização de conhecimentos, processos e produtos e de participação pública nos sistemas de C&T. Investe, desse modo, na avaliação crítica das políticas de C&T nacionais e internacionais.

Professores que participam desta Linha de Pesquisa:
Juliana Schober Gonçalves de Lima
Rodrigo Bastos Cunha
Simone Pallone de Figueiredo
Márcio Barreto
Marcelo Knobel

 

REQUISITOS PARA OBTENÇÃO DO TÍTULO DE MESTRE

Créditos

Cumprir o total de créditos conforme especificado na integralização.

Aptidão em Língua Estrangeira

Língua Inglesa. 
A verificação da Capacitação em Língua Estrangeira será efetuada por uma Comissão de Qualificação nomeada a cada ano pela sub-CPG, durante o processo de seleção.

Exame de Qualificação

Os alunos aceitos para o Programa de Mestrado serão submetidos a um exame de qualificação (EQM). O Exame de Qualificação do Mestrado constará de um seminário e arguição oral sobre um tema a ser sugerido pelo orientador do aluno, com a aprovação da sub-CPG. O aluno aceito no programa de Mestrado, deverá prestar o EQM, pela primeira vez, no máximo durante o 3º semestre de seu ingresso.

Defesa da Dissertação

A Tese de Mestrado não será, necessariamente, baseada em investigação original. São as seguintes normas adotadas para a defesa de Tese, a qual somente poderá ser feita após o candidato ter satisfeito todos os requisitos anteriores: 
1. O candidato deverá apresentar, em evento  público, o seu trabalho de Tese. Embora não seja parte da defesa, a apresentação pública será considerada seu pré-requisito. 
2. O Orientador de Tese solicitará à Comissão de Pós-graduação a indicação da Comissão Julgadora da Tese, composta de 3 especialistas no assunto. O Orientador de Tese fará parte dessa Comissão. 
A Banca será escolhida pela sub-CPG a partir de lista redundante de nomes fornecidos pelo orientador, sendo um dos membros, necessariamente, externo ao curso, em conformidade com as normas gerais dos cursos de Pós-Graduação da Unicamp .

MESTRADO EM DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA E CULTURAL (81M)

Integralização

O curso de Mestrado em Divulgação Científica e Cultural deverá ser integralizado em um mínimo de 12 meses e um máximo de 30 meses. No caso de Bolsistas, os prazos máximos sofrerão redução de acordo com os compromissos assumidos junto às agências fomentadoras (Capes, CNPq, Fapesp). 
Para obter o título de Mestre o aluno deverá cumprir 16 créditos em disciplinas e ser aprovado na defesa da dissertação.

Atividade Obrigatória

AA001  * 1 Dissertação de Mestrado

Disciplinas Eletivas

O aluno deve obter, no mínimo, 8 créditos dentre as disciplinas abaixo, escolhidas em comum acordo com o seu orientador.

JC001  60 4 Ciência, Tecnologia e Sociedade 
JC002  60 4 Literatura, Cultura e Sociedade 
JC003  60 4 Tópicos Atuais em Ciência e Cultura 
JC020  60 4 Texto e Linguagem

O aluno deve obter, no mínimo, 8 créditos dentre as disciplinas abaixo, escolhidas em comum acordo com o seu orientador.

JC004  60 4 História da Ciência e da Tecnologia 
JC005  60 4 Linguagem: Jornalismo, Ciência e Tecnologia 
JC006  60 4 Sociologia da Ciência 
JC007  60 4 Estudos Culturais das Ciências 
JC008  60 4 Tópicos Atuais em Jornalismo Científico e Cultural 
JC011  60 4 Oficina de Multimeios 
JC012  60 4 Arte, Ciência e Tecnologia 
JC013  60 4 Seminários de Orientação em Divulgação Científica e Cultural 
JC050  60 4 Oficina de Jornalismo Científico e Cultural 
JC101  60 4 Tópicos de Divulgação Científica e Cultural I 
JC102  60 4 Tópicos de Divulgação Científica e Cultural II 
JC103  60 4 Tópicos de Divulgação Científica e Cultural III 
JC104  60 4 Tópicos de Divulgação Científica e Cultural IV 
JC105  60 4 Tópicos de Divulgação Científica e Cultural V 
JC106  60 4 Tópicos de Literatura Brasileira 
JC107  60 4 Tópicos em Metodologia Científica 
QQ---  60 4 Qualquer disciplina de Pós-Graduação oferecida pela Unicamp.

. Rua Sérgio Buarque de Holanda, no 571
Campinas - SP - Brasil
CEP 13083-859
Telefone: 55-19-3521.1502

...