LUTO OFICIAL: Falecimento Prof. Antonio Candido - 1o. diretor e um dos fundadores do IEL

Antonio Cândido

Com grande pesar comunicamos o falecimento, no dia de hoje, aos 98 anos, do professor, crítico literário, pensador e sociólogo Antonio Candido de Mello e Souza, que estava internado no Hospital Alberto Einstein, em São Paulo. O velório está ocorrendo no o próprio Hospital, na Av Albert Einstein, 627/701, Morumbi, São Paulo, até as 17h de hoje.

Antonio Candido foi casado com a filósofa e professora Gilda de Mello e Souza (1919-2005), também renomada crítica e ensaísta.  Ele deixa três filhas: a designer Ana Luisa Escorel e as professoras de História da USP Laura de Mello e Souza e Marina de Mello e Souza.

O Prof. Antonio Candido nos deixa um inestimável legado acadêmico e inclusive político, tendo sido autor de obras fundamentais da intelectualidade brasileira, como Introdução ao Método Crítico de Silvio Romero (1944), Os parceiros do Rio Bonito (1954), Formação da Literatura Brasileira (1959), Literatura e Sociedade (1965), entre muitos outros, tendo formado uma maneira de pensar a literatura brasileira que influenciou toda a crítica literária do País desde então. Em 1956, ele criou o Suplemento Literário de O Estado de S. Paulo, caderno que se tornou paradigma do jornalismo cultural no Brasil.

Mas para o Instituto de Estudos da Linguagem e para a Unicamp seu legado é ainda mais substancial, pois além do sua inegável importância acadêmica,  o Prof. Candido  participou dos primórdios de criação da Unicamp e do IEL, tendo sido um dos fundadores do nosso Instituto e seu primeiro diretor, designado pelo Prof. Zeferino Vaz em 28 de maio de 1977, para coordenar a criação e implantação do IEL.  Ficou no cargo até dezembro de 1978, quando passou a coordenação para o Prof. Carlos Franchi, que também participou da implantação do Instituto como Coordenador  Associado.

Em 1987 o Prof. Antonio Candido recebeu da Unicamp o importante título universitário de DOUTOR HONORIS CAUSA. No documento de concessão do título (processo 9974/1987), o Reitor da época, Prof. Paulo Renato Costa Souza, destaca o seguinte aspecto da atuação do Prof. Candido: "Foi nos idos de 1976, quando dando mais um exemplo de seu descortínio, Zeferino Vaz o convidou para coordenar a criação e a implantação do Instituto de Estudos da Linguagem. Entre as "exigências" que Antonio Candido fez para aceitar a missão, aflora um como indicativa da qualidade de seu caráter: era a de, segundo suas próprias palavras,"não receber nenhuma remuneração, a fim de guardar liberdade de movimentos". 
Uma outra citação constante no mesmo documento sintetiza esse grande intelectual: "Não há improvisações, não há brilhaturas, não há panos quentes na sua atuação como crítico literário, sociólogo, teórico da literatura, historiador, brasileiro responsável. A limpidez do seu pensamento é a da sua vida. E, desta forma, com modéstia de sábio e generosidade fraterna, Antonio Candido, professor-escritor, é um homem" (Francisco de Assis Barbosa).  

Neste momento de tristeza, a Direção do IEL decreta, a partir de hoje, LUTO OFICIAL de três dias, em reconhecimento à importância do Prof. Antonio Candido para o nosso Instituto.

Direção/IEL

. Rua Sérgio Buarque de Holanda, no 571
Campinas - SP - Brasil
CEP 13083-859
Telefone: 55-19-3521.1502

...

IEL - Based on Education theme - Drupal Theme
Original Design by WeebPal.